David Arioch – Jornalismo Cultural

Jornalismo Cultural

O vegetariano que supostamente viveu 256 anos

with 76 comments

Li Ching-Yun se exercitava todos os dias e se alimentava em horários regulares

Li não consumia bebidas alcoólicas nem fumava (Foto: Reprodução)

O chinês Li Ching-Yuen, também conhecido como Li Ching-Yun, supostamente viveu até os 256 anos. Ao longo da vida, perdeu 23 esposas. Se sua longevidade um dia fosse comprovada, isso significaria que ele superou de longe a francesa Jeanne Calment que morreu com 122 anos e 164 dias, e chegou a ser considerada a mulher mais idosa do mundo.

De acordo com matéria publicada no New York Times em 6 de maio de 1933, Li-Ching era de Qi Jiang Xian, na província de Szechuan, e acredita-se que o chinês nasceu em 1677. Sobre a suposta longevidade de Yun, descobriram que ele era um médico especialista em ervas medicinais, mestre de qigong e consultor tático. Dizia que o segredo para uma vida longa é manter o coração calmo, sentar como uma tartaruga, andar alegre como um pombo e dormir como um cão. A frase jamais foi esquecida por Wu Pei-Fu, um senhor da guerra chinês que teve grande influência no país entre 1916 e 1927.

Li despertou a paixão por colher ervas com apenas dez anos. À época, já tinha viajado para Kansu, Tibet, Annam, Sian e Manchúria. Pouco tempo depois, emigrou para Kai Hsien, onde conheceu mestres de renome do taoismo que lhe ensinaram a alquimia interna, o chi kung e a arte secreta de como usar ervas para se manter saudável e alcançar a longevidade. Na fase adulta, após se tornar um mestre das ervas e das artes marciais, começou a comercializar as plantas que coletava. Com 71 anos, se juntou ao Exército Provincial do comandante Yeuh Jong Chyi, assumindo a função de professor de artes marciais e conselheiro tático.

Em 1933, ao retornar à sua terra natal, Li-Ching morreu de causas naturais, então o general Yang designou uma equipe para investigar o passado do homem. Yun dizia ter nascido em 1734. Entretanto, uma equipe de pesquisadores da Universidade Minkuo alegou ter encontrado registros de que Li nasceu em 1677. Supostamente, as principais provas eram alguns documentos do Governo Imperial Chinês o parabenizando pelos aniversários de 150 e 200 anos. Segundo depoimentos de pessoas que conheceram Yun, ele aparentava ter menos de 70 anos.

Dizem que Li não consumia bebida alcoólica nem fumava. Também era vegetariano estrito. Fazia refeições em horários regulares e tomava um suco à base da fruta goji, abundante em aminoácidos. Entre outros hábitos, o chinês dormia cedo e acordava cedo todos os dias. Não passava um dia sem praticar exercícios físicos e também meditava muito, chegando a ficar horas sem se mover, com os olhos fechados e as mãos no colo.

Defensores de sua história argumentam que a meditação pode ter reduzido o envelhecimento natural do cérebro de Yuen, impedindo o encolhimento cerebral. Dessa forma, ele pode ter alcançado um condicionamento psicológico e emocional que permitiu uma compreensão diferenciada da realidade, o impedindo de ser atingido por questões que normalmente afetam os seres humanos e reduzem sua expectativa de vida. Entretanto, a verdade é que até hoje ninguém sabe se Li Ching-Yun realmente viveu tanto, mas sua história tornou-se inspiradora enquanto estilo de vida, tanto no Oriente quanto no Ocidente.

 

Referências

http://select.nytimes.com/gst/abstract.html?res=FA0915FE3E5C16738DDDAF0894DD405B838FF1D3

http://www.fourwinds10.net/siterun_data/health/holistic_alternative_medicine/news.php?q=1372441085

Contribuição

Este é um blog independente, caso queira contribuir com o meu trabalho, você pode fazer uma doação clicando no botão doar:





76 Responses

Subscribe to comments with RSS.

  1. Mestre Ancião Dokho de libra é você? =o

    Shiryu

    July 25, 2013 at 8:33 pm

    • kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
      Com certeza ele foi um dos cavaleiros do Zodíaco…
      kkkkkkkkkkkkkkkk

      Luciano

      July 30, 2013 at 11:52 am

  2. […] Postado por André via David Arioch – Jornalismo Cultural […]

  3. Reblogged this on “Dá-me um barco” and commented:
    Adicione suas ideias aqui… (opcional)

    Felipe Baenninger

    July 26, 2013 at 10:59 pm

  4. Reblogged this on “Dá-me um barco” and commented:
    Adicione suas ideias aqui… (opcional)

    Felipe Baenninger

    July 26, 2013 at 10:59 pm

  5. Isto é incrível!!!

    Veronica Leite

    July 27, 2013 at 4:14 pm

  6. ‘Quem não usa carne, vinho, tabaco, narcóticos, quem conserva pura sua energia psíquica, quem, de tempos em tempos, faz uma dieta de leite, quem limpa seu estomago não precisa pensar em câncer’ do Livro AGNI IOGA, pag. 324.

    Jussara de Cássia Rodrigues

    July 28, 2013 at 12:10 pm

    • Mas e a vida? Os prazeres carnais? Ficam onde? Prefiro viver 70 anos deitando o cabelo que 256 meditando…

      Felipe Sincero

      August 20, 2013 at 7:03 pm

      • é q o prazer da meditação supera de longe os prazeres carnais… é mais q tomar um lsd, fumar um.. comer um churrasco.. ou tudo isso junto.. No youtube, procure por Monja Coen no Jô.. boa referencia!
        é mais q deitar o cabelo.. é deitar a peruca inteira meu caro!!!! abs.

        Fellipe

        August 22, 2013 at 12:31 pm

      • É que você ainda esta num estágio muito básico! Se em algum momento de sua vida você sair de sua ilusão, certamente você verá a besteira que esta falando.

        Giuliano Melo

        August 26, 2013 at 10:31 pm

      • Os prazeres carnais!? E os prazeres existenciais? Acorde meu amigo antes que os seus 70 anos terminem sem nada ter vivido.

        Abraço!

        Garcia Cruz

        October 26, 2013 at 6:37 pm

  7. Reblogged this on O Guru Veste Prada and commented:
    Fomos colegas do liceu… 😉

    OGuruVestePrada

    July 29, 2013 at 11:25 am

  8. […] Li Ching-Yun se exercitava todos os dias e se alimentava em horários regulares O chinês Li Ching-Yuen, também conhecido como Li Ching-Yun, possivelmente foi o homem que viveu mais tempo na Terra, c…  […]

  9. giro mas nao deixa de ser uma grande mentira

    dady

    July 29, 2013 at 9:06 pm

  10. não come carne, não toma vinho, não fuma tabaco, nenhum narcótico, não se estressa, não descabela a macaca.. pô, viver 200 anos assim é uma maldição..

    jruiz

    July 29, 2013 at 9:33 pm

  11. Era o Tartaruga Genial!! Tenho a certeza!! XD

    LC22

    July 30, 2013 at 1:37 am

  12. Bom texto, mas deixe os links das referencias, não apenas cite-as! 😉

    Orkut

    July 30, 2013 at 2:30 am

  13. falso. isto nao está no NY Times.

    Henrique M

    July 30, 2013 at 11:40 am

    • Falso? Procure pela edição de 6 de maio de 1933 do New York Times.

      David Arioch

      July 30, 2013 at 11:58 am

      • esse tipo de pessoa só acredita no que quer, se voce falasse que o bonde do tigrao voltou a ativa com certeza esse burro acreditaria, LAMENTÁVEL.

        alpmn

        July 30, 2013 at 5:02 pm

      • kkkkkkkkkkk tem idiota para tudo !!! Quem sabe ele não acha a edição do NYT de quando D Pedro nasceu, simples né
        ???

        murilo abr

        July 31, 2013 at 10:05 pm

  14. Se passou por 23 esposas como não se estressava? kkkkk

    tadeu

    July 30, 2013 at 4:51 pm

  15. O mais incrível de tudo é ter sobrevivido a 23 esposas !

    Thyago

    July 30, 2013 at 7:59 pm

  16. Republicou isso em CorpoInConscienciae comentado:
    A medicina tradicional chinesa é baseada na filosofia Taoista, que há muito tempo dedica-se a achar a fonte da “eterna” juventude. Leia e aprenda com LiChing…

    CorpoInConsciência

    July 30, 2013 at 9:06 pm

  17. certo nunca trabalhou se nao nao durava tanto tempo agora quem precisa trabalhar no duro vai mesmo durar esses anos todos

    ricardo

    July 31, 2013 at 10:55 am

  18. Ele não devia ter muitas preocupações ou seguiu alguma receita de longevidade.

    http://www.sermelhor.com/saude/envelhecimento-e-qualidade-de-vida.html

    danielpms

    July 31, 2013 at 11:32 am

  19. Reblogged this on Pensamentos Nómadas and commented:
    Adicione suas ideias aqui… (opcional)

    Luís Garcia

    July 31, 2013 at 1:36 pm

  20. Só porque foi publicado no New York Times é verdade?
    Eu não acredito!!!!!

    William

    July 31, 2013 at 5:01 pm

    • Com certeza. Cada um tem o direito de acreditar no que quiser 🙂

      David Arioch

      July 31, 2013 at 6:06 pm

  21. mas que belas fontes! Uma reportagem de 1933 a qual nem temos acesso e um site de propaganda de “medicina holística” que nem fontes tem

    Diogo Barioni Abdalla

    July 31, 2013 at 6:48 pm

    • Existe uma opção lá que permite acesso, basta você pagar. O texto está aí para quem quiser ler. Quem não gostar, é só ignorar. Sem mais.

      David Arioch

      July 31, 2013 at 6:57 pm

      • É piada /?/

        murilo abr

        July 31, 2013 at 10:06 pm

  22. Lá no primeiro parágrafo, consta um advérbio que faz uma grande diferença: “possivelmente”. Aos que leram o texto e o estão desdenhando, só posso dizer o seguinte: este blog é uma página pessoal, logo contempla tudo aquilo que eu considero interessante compartilhar. Não há nenhum contrato em que me comprometo a provar tudo aquilo que publico. Se o homem viveu ou não por 256 anos, realmente não sei, pois não há como assegurar, já que a mais completa publicação em edição impressa é do mesmo período do suposto ano de sua morte. No entanto, como se trata de algo raro e incomum, que nos faz questionar e refletir sobre a possibilidade de, baseado na descrição acima, ter existido um ser ímpar, já vale um espaço no meu blog. Pra mim, particularmente, a história de Li Ching-Yun é motivadora só de existir.

    David Arioch

    July 31, 2013 at 11:16 pm

    • Concordo que Li Ching-Yun terá sido um ser ímpar, mas só porque conseguiu ter a consciência e a motivação para pôr em prática o que mais acima alguém designa por “receita de longevidade”. Na verdade ela é bastante simples, amplamente conhecida e até aparece no texto: deitar cedo e cedo erguer, comer o que é adequado para o ser humano (e tenham paciência os fãs da carne mas ela NÃO é um alimento adequado para um mamífero com um intestino do tamanho do da nossa espécie), fazer exercício regularmente, escolher pensamentos e emoções saudáveis e meditar muito. Simples, não é? Ao alcance de todos. A mim não me custa nada acreditar. Estranho seria se alguém que vive assim, não vivesse muitos anos. Grata pela partilha David.

      Ana

      August 1, 2013 at 12:18 am

      • Ana, obrigado pela sua contribuição. Fico feliz por você pensar assim.

        David Arioch

        August 1, 2013 at 12:29 am

      • Não duvido da veracidade da informação e nem da possibilidade de ser falsa, pois não me cabe julgar, mas se a existência desse senhor de fato chegou a tanto tempo, é legal que tomemos conhecimento sim. O registro é interessante, mas de antemão eu digo, nossa vida gira em torno de tudo o que fazemos e isso normalmente está ligado a pessoas com as quais aprendemos a conviver, amar (ou não), eu acho a ideia de viver 256 anos terrível, já que pessoas amadas certamente não sobreviveriam tanto! E compartilho a ideia de que bom mesmo é viver 70 anos intensamente (Só retiro aí o lance dos narcóticos) que 256 meditando! Mas cada um com seu cada um e isso é o que nos torna felizes!

        romeu

        April 22, 2014 at 2:25 am

      • Romeu, muito obrigado pelo seu comentário. Sem dúvida, ajuda a enriquecer a postagem.

        David Arioch

        April 22, 2014 at 10:28 am

      • Prezado Romeu, acho que levantou uma problemática que devemos levar muito em consideração. A maneira de viver 70 anos “intensamente”, como descreveu, demonstra nossa visão do apego ao sentimentos e principalmente ao material “pessoas e lugares”. Eu conheci alguns mestres na minha caminhada cuja a vida meditativa e regular, como descreve a Ana, era extremamente intensa. Para quem medita ou pratica algo que equivale a meditação, aquela rotina é mais do que bem vinda. Só através da mesma é possível realizar algo. Lembrando que este algo não tem nada a ver com reconhecimento ou fama… a pessoa chega a sua realização como Buda chegou a iluminação. O Mestre Li morreria em uma montanha como foi encontrado provavelmente sem dar a menor importância se ele tinha 100, 200 ou 300 anos. Quem trouxe a história dele a tona foi o General Yang Sen que como nós se impressiona com o óbvio! ( aqui eu concordo plenamente com a Ana). Não conseguimos deixar para trás nossas ilusões e apego, dai criamos o julgamento que nossas vidas cheias de vícios, violência, dependência e sofrimento são boas só com 60 ou 70 anos onde temos uma velhice decrepita e cheia de doenças por causa dos nossos hábitos. A questão é que na nossa forma de viver não conseguimos passar dos 70 anos… Acredito que temos que refletir sobre isso…

        giulianomelo

        April 22, 2014 at 12:19 pm

    • É isso aí David! Esta história foi e está sendo motivadora pra mim só por existir! Grata pela publicação!
      E claro, o cara era um Alquimista… Eles sabem o q estão fazendo… não foi a toa q o cara viveu tantos anos assim. Eu acredito na super abundância deste Universo e na Multiplicidade da Natureza!

      Tai

      August 1, 2013 at 2:45 am

      • Valeu, Tai! Muito obrigado pelo comentário!

        David Arioch

        August 1, 2013 at 12:04 pm

  23. […] O homem que viveu 256 anos | David Arioch – Jornalismo Cultural. […]

    • eu quero atingir aquela idade mas dificil e fazer aquelas coisas que ele fazia….

      roberto Carlos

      August 1, 2013 at 11:58 pm

  24. Desculpem-me, mas apesar da história ser curiosa, não tem fundamento científico. Pelo que apurei, não há uma data segura para o nascimento nem para o falecimento desta personalidade. Logo, essa teoria cai logo por terra. Não vamos alimentar mitos… O homem terá vivido, quanto muito, 100 a 150 anos! Mais do que isso, é impensável, pelo menos, ainda…

    Pedro H.

    August 2, 2013 at 1:43 pm

    • Kkkkkkkkkkkk…………vc pelo visto só acredita em Deus se a ciência dos homens provar né……
      E que confiança em expressar que sua convicção, para os outros, que é a verdade suprema……

      Rafael

      August 23, 2013 at 1:43 pm

  25. Foi o Abraão ou o Moisés que durou 900 anos? este chinês era uma criança ainda, coitado.

    janis b good

    August 2, 2013 at 6:34 pm

  26. Pobres os que não creem…! Os que os assusta??!! a anarquia? o espirito de sacrifício ou…? Pois eu acredito, acredito no Taoismo, acredito na existência de Cristo, de um Deus Superior, na força da Natureza, na força da mente e no…CRER é poder!

    Believe

    August 4, 2013 at 1:33 pm

    • Agradeço o comentário 🙂

      David Arioch

      August 8, 2013 at 12:10 pm

    • Agradeço o comentário 🙂

      David Arioch

      August 8, 2013 at 12:12 pm

  27. Republicou isso em MANANCIAL DE LUZ.

    TACARACI

    August 5, 2013 at 2:19 pm

  28. Eu já conheço a historia do Mestre Li Ching-Yun, esta relatado no livro do Mestre Da Liu ” Exercício Taoista para Saúde” em ingles. Complementando; com esta idade ele caminhava rapidamente e se alimentava de ave e principalmente da raiz de GINSENG “raiz da Vida” porque tem forma humana. Era Mestre de Tai Chi Chuan e Chi Kung.

    Marcos Vinicios Gomes

    August 8, 2013 at 11:53 am

    • Obrigado pela contribuição, Marcos!

      David Arioch

      August 8, 2013 at 12:10 pm

      • Noé viveu novecentos e cinquenta anos, pra DEUS nada e impossível, agora e mentira pois DEUS estabeleceu a idade máxima de cento e vinte anos, pois DEUS não e homem de mente. bíblia sagrada…

        Rogerio Lima Silva Lima

        August 15, 2013 at 5:16 pm

  29. Meu caro Arioch, parabéns por reavivar em nossas mentes as informações sobre o mestre LI CHING YUN. O descrédito de muitos é consequência direta dos hábitos alimentares dos dias atuais. Carne e leite animal, álcool, drogas e sedentarismo, quando abandonados, devolvem-nos pelo menos um século de vida saudável (já existem comprovações científicas). Basta que os críticos e “ironistas” destes registros históricos troquem os momentos de suas refeições “fast-food” e as prolongadas hibernações junto às mídias eletrônicas por pesquisas em registros históricos das culturas milenares (chinesa, por sugestão) e logo, logo… postarão aqui desculpas e retratações, tenho certeza. Parabens, mestre Arioch.

    Jocs Silva

    August 16, 2013 at 11:54 am

    • Jocs, muito obrigado pelo comentário enriquecedor. Abraço!

      David Arioch

      August 16, 2013 at 12:16 pm

  30. Argumentando por um erro de notícias camaradas?

    Saca só estas:

    Gen 5:27 – E foram todos os dias de Matusalém novecentos e sessenta e nove anos, e morreu.

    Gen 7:6 – E era Noé da idade de seiscentos anos, quando o dilúvio das águas veio sobre a terra.

    Gen 9:29 – E foram todos os dias de Noé novecentos e cinqüenta anos, e morreu.

    Gen 5:5 – E foram todos os dias que Adão viveu, novecentos e trinta anos, e morreu.

    Gen 5:8 – E foram todos os dias de Sete novecentos e doze anos, e morreu.

    Gen 5:11 – E foram todos os dias de Enos novecentos e cinco anos, e morreu.

    Gen 5:14 – E foram todos os dias de Cainã novecentos e dez anos, e morreu.

    Gen 5:17 – E foram todos os dias de Maalalel oitocentos e noventa e cinco anos, e morreu.

    Gen 5:20 – E foram todos os dias de Jerede novecentos e sessenta e dois anos, e morreu.

    Gen 5:23 – E foram todos os dias de Enoque trezentos e sessenta e cinco anos.

    Gen 5:27 – E foram todos os dias de Matusalém novecentos e sessenta e nove anos, e morreu.

    Gen 5:31 – E foram todos os dias de Lameque setecentos e setenta e sete anos, e morreu.

    Qualquer dúvidas leiam a Bíblia, e tentem negar que ela seja fiel.

    joshua

    August 18, 2013 at 6:59 pm

  31. Conheci um homem chamado xing ling… dizem que viveu por 722 anos.

    otavio

    August 20, 2013 at 10:55 pm

    • Se ele vivesse me Nova York eu queria ver ter tempo para medita

      Juliana

      August 21, 2013 at 9:20 pm

  32. É só aguardar que daqui a pouco estarão bombando as vendas do poderoso suco a base da fruta goji. aiaiai…

    euller

    August 21, 2013 at 10:06 pm

  33. no filme “La Belle Verte” ou “A turista espacial” em port, (disponível no youtube) os seres tem outros habitos de vida e vivem em média esses 250 anos.. assim como nos ultimos 100 anos nossa expectativa de vida cresceu e muito, creio q nesse processo de evolução seja extremamente possível alcançar tal idade!

    Fellipe

    August 22, 2013 at 12:38 pm

  34. Pergunta: se, comendo bem, se exercitando, meditando muito e conhecendo o segredo das ervas é possível para um ser humano viver 250 anos, por que razão apenas este senhor teria vivido tanto tempo?

    Certamente, a fórmula apontada para sua longevidade foi e é seguida por multidões. E essas pessoas, na esmagadora maioria de vezes, morreram – e morrem – sem completar um século.

    Arruabe

    August 23, 2013 at 3:18 am

  35. O mais incrível é que ele não morreu de estresse mesmo depois de 23 esposas!!!

    Márcio

    August 26, 2013 at 8:10 pm

  36. Muito bom artigo, e alguns complementos, em especial da Ana, Marcos, Jocs, Felippe, etc.. que foram muto esclarecedores, queria apenas comentar o meu espanto em relação aqueles que acham que a vida do ser humano está “condenada” a uma média de 80 anos de vida… isso é apenas o resultado da vida moderna e confortável que levamos. Só não concordo com o “possivelmente o homem que mais tempo viveu na terra”, quando há registos e relatos de yogis nos Himalayas que vivem actualmente e contam com entre 300 e 500 anos de idade.

    Atul

    August 31, 2013 at 11:59 pm

    • Boa noite, Atul. Valeu pela contribuição. Entendo sua posição, mas a minha ideia foi só citar isso como uma inferência hipotética. Aliás, vou fazer uma pequena modificação nesse sentido.

      David Arioch

      September 1, 2013 at 1:07 am

  37. Não se sabe como se contava o tempo da Biblía, então ficam minha desculpas por não crer no tempo vividos por Noé, Moisés, Abraão, Adão!!!! No entanto precisamos de pessoas a nos mostrar relatos mais recentes, pois é preciso que algunas comecem a seguir algumas receitas melhores que estas dos tempos modernos, onde comemos mal, amamos pouco, dormimos menos ainda, corremos os dias todos para pagar o pão nosso de cada dia e enriquecer alguns poucos!!!! Vou pesquisar as receitas deste chinês com cuidado, pois francamente estou precisando motivação para continuar e ser melhor! Obrigada David!

    Rita de Cássia

    December 17, 2013 at 5:37 pm

    • Boa tarde, Rita. Obrigado pela contribuição.

      David Arioch

      December 17, 2013 at 6:31 pm

  38. Pode até ter vivido 256 anos, mas isso numa época em que não havia alimentos modificados geneticamente, cultivados com muito agrotóxico, não havia hormônio na alimentação, corantes aromatizantes, chuva ácida, micro-ondas atravessando o corpo aonde quer que fosse, água contaminada, buracos na camada de ozônio. E fora a questão da violência, na certa na época em que ele viveu ninguém saía à rua com medo de morrer em um assalto. É meio difícil viver tranquilo nessa situação, quiçá viver 100 anos.

    Anamaria

    December 18, 2013 at 10:36 pm

    • Ainda hoje podemos viver com bons alimentos, ar puro, água pura, tomando sol saudável em paz… depende apenas de você criar consciência e mudar sua postura de vida. Verá que tudo isso que diz não ser possível, será seu meio de vida….

      Giuliano

      December 19, 2013 at 5:10 am

  39. Será que isso é verdade?Eu só ouvi falar que a pessoa pode viver no máximo até os 150.A pessoa que eu conheci que mais viveu foi uma ex-vizinha minha,dona Elvira,111 anos.Ela nasceu em 16/08/1901 e faleceu em 13/07/2013 aos 111 anos.Eu fui no aniversário dela de 100 anos no ano de 2001.Ela estava muito feliz e disse que queria viver mais de 110,e conseguiu chegou mais de 110 anos.Foi uma festa grande em 2011 e morreu aos 111 em 2013

    Elza Souza

    January 14, 2014 at 3:35 pm


Leave a Reply

%d bloggers like this: