David Arioch – Jornalismo Cultural

Jornalismo Cultural

Uma Argélia à francesa

leave a comment »

Bled Number One é um filme francês sobre a alma argelina

Bled_number_one_1

O velho e o novo se chocam na Argélia de Zaimèche (Foto: Reprodução)

Zaimeche

Chegada de Kamel imprime retrato realista do país (Foto: Reprodução)

Number One

Um filme sobre a preservação da alma argelina em uma nação em transformação (Foto: Reprodução)

Lançado no Brasil como Povoado Number One, Bled Number One é um filme do cineasta franco-argelino Rabah Ameur-Zaimèche que narra a história de um jovem imigrante argelino que é expulso da França e obrigado a retornar a sua terra natal.

A obra, de 2006, tem um início aparentemente simples. O espectador conhece o argelino Kamel (Rabah Ameur-Zaïmeche), um ex-presidiário que ao ganhar liberdade é obrigado a deixar o solo francês. Sem opção, resta-lhe apenas retornar pra casa, um lar até então desvanecido pela memória, no nordeste argelino.

A chegada do protagonista é o primeiro passo do cineasta para a criação de um retrato realista, embora particular e sensível, sobre a Argélia. Zaimèche parte da perspectiva do choque de Kamel ao retornar depois de muito tempo a um país que tem dificuldade em reconhecer como lar, onde tradição e modernidade já compõem uma mesma realidade.

No filme, enquanto o conservadorismo se vincula à preservação dos valores étnicos de uma cultura arcaica e identitária, a modernização é a mais pura simbologia do progresso representado pela ocidentalização importada do Primeiro Mundo. Em meio a tudo isso, se sobressai o imemorial, a impossibilidade do público ou da crítica datar o filme apenas como uma peça hipermoderna.

Tudo em Povoado Number One inspira tanto ao passado quanto ao presente. Retrata o equilíbrio e o desequilíbrio social, principalmente nas cenas em que a sociedade patriarcal é suplantada pelo lirismo feminino. No mais, é um filme francês sobre a preservação da alma argelina num país em transformação. Em 2006, a obra foi selecionada e exibida na sessão “Um Certo Olhar”, do Festival de Cannes, que prioriza produções atípicas e de cineastas pouco conhecidos.

Curiosidade

O cineasta e ator Rabah Ameur-Zaimèch é o protagonista do filme Povoado Number One.

Leave a Reply

%d bloggers like this: