David Arioch – Jornalismo Cultural

Jornalismo Cultural

Eu, a medicina veterinária e o amor aos animais

without comments

caes-2

Penso que a medicina veterinária deve sempre ser pautada pelo amor aos animais (Foto: Reprodução)

Me recordo que quando eu era criança todo mundo achava que eu seria médico veterinário quando me tornasse adulto, isto porque eu vivia rodeado de animais. Até mesmo quando ia ao dentista eu levava algum bicho comigo. Lembro que a Sapeca, uma cadelinha sarapintada, sempre me acompanhava e ficava me esperando na sala de brinquedos.

Ou seja, não me recordo de alguém aventar a ideia de uma pessoa se tornar veterinário por algo que não fosse amor aos animais. Não imaginava que isso fosse possível. Me tornei adulto e segui por outro caminho, que na realidade tem mais a ver com a minha própria identidade.

Porém descobri que nem sempre é por amor aos animais que alguém se torna veterinário. Há outros objetivos, distantes daqueles vislumbrados por crianças que amam os animais. Que bom seria se não perdêssemos a essência de criança. De qualquer modo, é alentador saber que há excelentes profissionais nessa área, e com uma preocupação em estender aos outros animais o mesmo tratamento que damos a cães e gatos.

Written by David Arioch

September 9th, 2016 at 10:11 pm

Leave a Reply

%d bloggers like this: