David Arioch – Jornalismo Cultural

Jornalismo Cultural

Nos meus últimos anos como cabeludo…

without comments

cabeludo

Eu, nos tempos de cabeludo, quando fui confundido com outra pessoa

Nos meus últimos anos como cabeludo, a pedido da minha mãe, fui até uma cidadezinha buscar alguns materiais de pavimentação que seriam descartados. Chegando lá, com cabelo comprido, e acompanhado de dois amigos também cabeludos, fiz o que tinha de fazer. Depois, aproveitando o tempo livre, passamos em um bar/restaurante. Meus amigos pediram cerveja e eu tomei um suco.

Nesse ínterim, chegou um senhor, desses bem animados, que envelhecem com muita alegria, e disse: “Ô meu filho, vocês que vieram tocar hoje à noite, né? Pode pedir o que quiser. É tudo por conta da casa. Daqui a pouco, vocês vão lá passar o som! O ambiente já tá todo ajeitado! É hoje! É hoje que o piso do salão vai afundar.”

Mesmo após explicar que tudo não passava de um equívoco, na saída do bar ainda vieram algumas pessoas sorrindo nos cumprimentar. Uma moça tirou até um CD de dentro da bolsa e pediu um autógrafo.

Written by David Arioch

October 20th, 2016 at 10:35 pm

Leave a Reply

%d bloggers like this: