David Arioch – Jornalismo Cultural

Jornalismo Cultural

Uma coisa que nunca vou entender

without comments

Pessoas que adicionam outras pessoas em mídias sociais, não curtem nada, não comentam nada de positivo, mas em algum momento aparecem na sua página fazendo comentários negativos ou que manifestam algum tipo de contrariedade. Nunca tive interesse em direcionar minha energia para algo assim. Acredito na importância da alteridade e da empatia.

Sempre que posso, e evito ir na contramão disso, prefiro motivar as pessoas e agradecê-las. Ser educado, tolerante, ponderado e atencioso não diminui ninguém. Não é nenhum tipo de vulnerabilidade. Muito pelo contrário. É um exercício de força e resistência em um mundo que caminha cada vez mais para o individualismo, para a exaltação do “eu” e da forma falsamente deleitosa de como posso afetar ou desconsiderar os outros.

Parece que há pessoas que são impulsionadas pela ideia de atingir os outros e não percebem que dessa forma também estão atingindo a si mesmas. Às vezes, percebe-se isso somente depois de muito tempo, ou nem mesmo se percebe, não posso afirmar. Em síntese, não sei como ser amargo ou frio pode despertar algo de positivo em alguém.

Written by David Arioch

October 22nd, 2016 at 5:13 pm

Leave a Reply

%d bloggers like this: