David Arioch – Jornalismo Cultural

Jornalismo Cultural

Sensíveis e racionais

without comments

Há pessoas que estranham quando alguém demonstra ser tão sensível quanto racional. Temos uma forte tendência à polarização. Tratando-se de personalidade, facilmente dividimos uns aos outros entre sensíveis e racionais. Ou seja, se é sensível, não é racional, e se é racional, não é sensível.

Demonstre tanta deferência pelo romantismo quanto pelo racionalismo e verás pessoas o julgando como volátil, confuso ou até mesmo tolo. Goethe escreveu “Os Sofrimentos do Jovem Werther”, um dos maiores símbolos do romantismo alemão, e mais tarde publicou “A Teoria das Cores”, em que fez oposição a Newton.

De fato, Goethe era romântico, mas outras de suas obras mostram que ele não pode simplesmente ser definido como tal. Ele era mais do que isso, assim como muitos seres humanos resumidos ao zeitgeist, ou seja, ao espírito de uma época, ou a uma linha de pensamento que diz apenas parcialmente quem realmente são ou eram.

Contribuição

Este é um blog independente, caso queira contribuir com o meu trabalho, você pode fazer uma doação clicando no botão doar:





Written by David Arioch

December 24th, 2016 at 7:16 pm

Leave a Reply

%d bloggers like this: