David Arioch – Jornalismo Cultural

Jornalismo Cultural

Sean Brennan: “Animais são sencientes, então matá-los para transformá-los em comida é totalmente antiético”

without comments

61ea896cd968de640c0c02a00e3a7fb3

Brennan: “Sempre tive um grande respeito pelos animais e pelo meio ambiente” (Foto: Reprodução)

“Sou vegano. Não consumo nada de origem animal. Sempre tive um grande respeito pelos animais e pelo meio ambiente. Prejudicar os animais seria inconcebível pra mim. Seria injustificável comê-los, já que não precisamos comer animais para obter todos os nutrientes que precisamos para sermos saudáveis.

Além disso, há muitas outras razões: animais são sencientes, então matá-los para transformá-los em comida é totalmente antiético. Fora que sabemos que a pecuária causa grandes danos ao meio ambiente, além de carne não ser algo saudável de se consumir.

Essa perspectiva tem me acompanhado desde a infância, e se intensificou quando aprendi mais sobre os danos causados pela produção de gado. Há um grande desperdício para se produzir uma pequena quantidade de carne. E usando os mesmos recursos, poderíamos investir muito mais na produção de alimentos veganos.”

Excertos da entrevista que o compositor e multi-instrumentista Sean Brennan,  fundador da banda de gothic rock/darkwave estadunidense London After Midnight, uma das mais importantes do gênero, concedeu ao movimento russo Альянс Защитников Животных/Alliance For Animals no outono de 2010. Brennan é vegano e defensor dos direitos animais. Ele também usa o site do London After Midnight e sua música como instrumentos de protesto.

Referência

http://www.londonaftermidnight.com/interviews.html

Contribuição

Este é um blog independente, caso queira contribuir com o meu trabalho, você pode fazer uma doação clicando no botão doar:





Leave a Reply

%d bloggers like this: