David Arioch – Jornalismo Cultural

Jornalismo Cultural

Jackson Thilenius e a arte que não romantiza a exploração animal

without comments

“Eu sabia que precisava fazer algo para ajudar a interromper a loucura que eu estava testemunhando”

188ca4f9ecdde6aa5a3e01ce66ba7811

“Next”, de Jackson Thilenius

Jackson Thilenius é um artista, arquiteto e defensor dos direitos animais estadunidense que se define como visionário, rebelde e idealista. Não é difícil entender o motivo. Basta conhecer o seu trabalho que desde 2013 tem despertado controvérsias e conscientização. Uma de suas obras mais conhecidas é “Next”, em que ele mostra um boi assistindo a morte de seus companheiros e aguardando a sua vez em um matadouro.

Seus trabalhos são chocantes porque são fidedignos, não velam a realidade por trás da exploração de animais reduzidos à comida ou transformados em matéria-prima. A arte de Thilenius é uma reação à descoberta de um universo de mazelas envolvendo o abuso de animais não humanos.

“Eu não estava preparado para o impacto que isso teve sobre mim. Foi devastador. Depois de processar o horror e a raiva, eu sabia que precisava fazer algo para ajudar a interromper a loucura que eu estava testemunhando”, diz o artista, admitindo que conhecer em profundidade o sofrimento e privação imposto aos animais não humanos foi um despertar, um chamado para a mudança.

the-price-w-jackson-thilenius

“The Price”

Como um desenhista e pintor que descobriu as próprias habilidades ainda muito jovem, o vegano Jackson Thilenius sempre se interessou por temas bastantes diversos, desde que instiguem a reflexão do espectador. Porém, quando se mudou para o Sul da Califórnia, ele decidiu transformar sua arte em uma ferramenta de questionamento, mobilização social, discutindo temas morais e éticos, além de hábitos, estilos de vida e condicionamentos culturais.

Seus trabalhos podem ser encontrados principalmente em exposições, galerias e shows na área de Los Angeles. Thilenius admite que criar imagens provocativas e espinhosas é uma de suas maiores motivações artísticas. Exemplo do sofrimento extenuante e destrutivo imposto aos animais é a obra “The Price”. Nela, o artista se inspirou na realidade dos porcos que vivem em regime de confinamento. Distantes de uma vida natural e vivenciando muito estresse e outros transtornos psicológicos e emocionais, eles enlouquecem e acabam por matar os próprios companheiros. Não menos chocante é a obra “Hoist”, em que o personagem é um boi recém-abatido, transmitindo desespero enquanto sua vida se esvai.

hoist-w-jackson-thilenius

“Hoist”

Com sua arte, Jackson Thilenius quer que as pessoas abram suas mentes, tenham consciência social das atrocidades praticadas diariamente contra seres não humanos, privados de existirem para si mesmos, e tendo seus destinos traçados desde que nascem, quando são limitados a viverem somente para tornarem-se comida ou matéria-prima. A intenção de Thilenius é deixar claro que devemos promover um estilo de vida que não depende da exploração desumana de animais inocentes. Ele acredita na luta pela libertação animal.

Depois de conhecer a realidade da indústria de ovos, onde pintinhos machos são descartados logo após a identificação do sexo, já que não é lucrativo para a indústria mantê-los vivos, Jackson Thilenius criou a obra “Male Chicks”, uma reação ao fato cruel e corriqueiro de que suas  vidas acabam antes mesmo de começar, quando são mortos em trituradores, asfixiados ou simplesmente descartados no lixo. Em síntese, um sistema que só existe porque as pessoas consomem ovos.

Em “Parallel Lives”, o artista apresenta um cão feliz e saudável, como se aguardasse que alguém lhe arremessasse uma bola. Ao lado, o mesmo cão aparece ferido, infeliz, irascível, consequências das agressões praticadas pelo seu tutor, na tentativa de transformá-lo em um cão de briga, condicionado a matar ou morrer. É possível perceber ainda que uma de suas orelhas foi cortada propositalmente.

47724913

“Male Chicks”

Thilenius nunca para de produzir, e parte dos lucros das vendas de suas obras são destinados às organizações que atuam em defesa dos direitos animais. O artista também tem um projeto intitulado Crusade Creative (Cruzada Criativa), em que abre espaço para pintores, ilustradores, fotógrafos e ilustradores que se interessam em produzir arte voltada para a questão animalista. “É uma cruzada para criar uma mudança positiva e ajudar a fazer do dom de ser humano, humano”, justifica.

Saiba Mais

Jackson Thilenius é especialista em arquitetura comercial, principalmente de restaurantes e bares. Ele qualifica o seu trabalho como pintor e desenhista como um contraponto à sua profissão de arquiteto – iniciada em 2001. Ele possui mestrado em arquitetura pelo Instituto de Tecnologia da Geórgia.

Conheça um pouco mais o trabalho de Jackson Thilenius

http://www.crusadecreative.org/terms-of-use.html

https://jacksonthilenius.wordpress.com/

https://www.artslant.com/global/artists/show/316205-jackson-thilenius

Contribuição

Este é um blog independente, caso queira contribuir com o meu trabalho, você pode fazer uma doação clicando no botão doar:





Written by David Arioch

February 22nd, 2017 at 12:01 am

Leave a Reply

%d bloggers like this: