David Arioch – Jornalismo Cultural

Jornalismo Cultural

Queria entender a lógica desse pessoal que não faz nada por ninguém…

without comments

(Foto: Peter Leone/Futura Press/Folhapress)

Queria entender a lógica desse pessoal que não faz nada por ninguém, que nunca olha para nada que não seja o próprio umbigo, mas despreza e tenta difamar o trabalho do Guilherme Boulos. O cara se doa para uma causa nobre que é fazer a diferença na vida de pessoas que perderam o lar ou que nunca tiveram um, e quando saiu como candidato à presidência foi um dos mais desprezados pela população brasileira mediana, que é uma das mais incultas do mundo.

Muitos brasileiros são culturalmente tão fragilizados em essência, em senso de identidade, que tendem a ver com desprezo e descrença discursos e ações que inspiram igualdade e equidade, mas aplaudem os discursos mais sáfaros, pobres em conteúdo, que exalam desfaçatez, incivilidade e apologia à violência.

Às vezes, a impressão que tenho, quando penso em líderes políticos, é que muitos brasileiros não gostam da ideia de alguém que pareça próximo deles no comando do país, que conheça, de fato, a realidade de muitos, mas sim de alguém que assuma a postura de um patrão, para que eles possam continuar sentindo-se como empregados, como sujeitos servis – com alguém que diga sempre o que fazer e como fazer. O endeusamento da figura de um presidente é uma prova disso, desse crônico distanciamento.

Written by David Arioch

November 27th, 2018 at 1:06 am

%d bloggers like this: