David Arioch – Jornalismo Cultural

Jornalismo Cultural

Quando falam mal de mim sem razão…

without comments

Quando falam mal de mim sem razão ou tentam distorcer o propósito de qualquer coisa que eu faça, não sinto raiva. Na realidade, reconheço que sinto comiseração. Por bem ou por mal, há dedicação atenção. Afinal, a pessoa está devotando tempo a manifestar incômodo a meu respeito, e essa manifestação não existiria sem que a pessoa deixasse latente algum tipo de desconforto que desnuda fragilidade, talvez associada à intransigência perante à realidade.

Se a algo em mim que uma pessoa não aceita e que, não sendo exatamente um justo motivo para me desrespeitar, a estimula a distorcer um fato ou vários para usar isso como instrumento de convencimento para que outros acreditem que sou não o que sou, mas o que o outro gostaria que eu fosse, claro que negativamente, reconheço nisso um esforço, e esse esforço é o que desnuda a vulnerabilidade de quem ataca, não de quem é atacado.

Muitas vezes a interpretação do que são os outros demanda bem menos energia do que a maquinação da invencionice balizada pelas nossas antipatias. Ainda assim, sou da opinião de que não gostar de alguém não me coloca em posição de afugentar a verdade por um mero desejo de macular a realidade. E isso pra mim é tanto uma questão de princípios quanto de distribuição de energia.

 

Leave a Reply

%d bloggers like this: