David Arioch – Jornalismo Cultural

Jornalismo Cultural

Archive for the ‘Saúde’ Category

Não trate seu corpo como um cesto de lixo

leave a comment »

Foto: Fred Meyer

Há tantas pessoas que confiam tanto na indústria alimentícia que a vida toda consomem muitos ingredientes que não sabem o que são e quais efeitos têm sobre o organismo. Tratar nosso corpo dessa forma é como tratá-lo como um cesto de lixo; deixando-o à mercê da nossa própria displicência. Ao fazer isso de forma inconsequente, além do mal inconsciente que causamos, seguimos por um caminho em que talvez um dia já não tenhamos controle do nosso corpo, de nós mesmos. E se isso acontecer, a única coisa que poderemos fazer é amaldiçoar “a nossa própria sorte”.





Written by David Arioch

May 25, 2017 at 12:09 pm

Quantas vezes comi no McDonald’s na minha vida?

leave a comment »

Consigo contar nos dedos das duas mãos quantas vezes entrei em algum estabelecimento das grandes redes de fast food (Foto: Reprodução)

Quantas vezes comi no McDonald’s na minha vida? Nenhuma. Consigo contar nos dedos das duas mãos quantas vezes entrei em algum estabelecimento das grandes redes de fast food. Claro que isso é algo pessoal, mas me recordo que quando eu era bem mais jovem sempre encontrava pessoas tentando fazer com que eu me sentisse alienado por isso.





Written by David Arioch

May 21, 2017 at 4:30 pm

Casal investe na produção de alimentos orgânicos em Paraíso do Norte

leave a comment »

A empresa baseada na agricultura familiar tem se destacado pela oferta de alimentos livres de agrotóxicos

Marcos Cordeiro e Tais Cristina Delin devem ampliar a produção este ano (Foto: Divulgação)

Em novembro de 2016, o tatuador Marcos Cordeiro, que mudou de São Paulo para Paraíso do Norte, no Noroeste do Paraná, decidiu investir em um novo ramo – horta orgânica.

Levando em conta que a região ainda conta com uma baixa produção de alimentos orgânicos, mesmo havendo uma grande demanda, ele e a esposa Tais Cristina Delin não pensaram duas vezes antes de começar um novo negócio.

A empresa baseada na agricultura familiar, e que recebeu o nome de Family Ranch, tem se destacado pela oferta de produtos de boa qualidade, o que inclui tomate-cereja, pimenta-biquinho, quiabo, rúcula, acelga, quatro variedades de alface, mandioca, milho e brócolis, entre outros alimentos distribuídos em uma propriedade de um alqueire.

“Logo que meu marido chegou aqui, ele ficou abismado em ver que só tinha cana-de-açúcar e soja. Quando descobriu que todos os produtores de hortaliças e leguminosas usavam muitos pesticidas, ele começou uma pequena produção orgânica no fundo do quintal”, conta.

A identificação de Marcos e Tais com a produção de alimentos saudáveis foi tão grande que eles decidiram migrar a produção para um rancho, fazendo da atividade uma fonte de renda e profissionalizando a produção.

“Nosso intuito sempre foi vender produtos de qualidade e com preço justo; e sem uso de agrotóxicos”, garante Tais. Em 2016, na primeira safra, o casal atingiu a produção de 60 mil pés de hortaliças e, felizmente, conseguiram vender tudo que foi produzido.

Marcos e Tais admitem que no início foi difícil, até pelo fato de até então não terem experiência no ramo. Hoje em dia, para evitar problemas, já que a produção de orgânicos requer mais cuidado, eles fazem rotação cultural.

Nenhum dos alimentos comercializados pelo casal recebe agrotóxico (Foto: Divulgação)

“Chegamos a perder todo um plantio por causa de pragas. Além disso, como não tínhamos noção nenhuma desse sistema, cometemos muitos erros. Agora contamos com o engenheiro agrônomo Ricardo Shintani, que tem nos ajudado bastante”, garante o casal, acrescentando que a produção e a diversidade deve aumentar em breve, assim oferecendo ainda mais alimentos saudáveis e de boa qualidade.

Saiba Mais

A horta orgânica fica ao lado da Vila Rural de Paraíso do Norte.

Contato

(44) 99726-3739 (Whatsapp)

Contribuição

Este é um blog independente, caso queira contribuir com o meu trabalho, você pode fazer uma doação clicando no botão doar:





Consumo de abacate ajuda a prevenir e a combater a síndrome metabólica

leave a comment »

Pesquisadores analisaram 129 estudos publicados anteriormente sobre o efeito da fruta na saúde humana (Foto: Reprodução)

Um estudo publicado este mês pelo periódico científico Psychotherapy Research, dos Estados Unidos, revelou que comer abacate ajuda a prevenir e a combater a síndrome metabólica – um conjunto de fatores de risco que contribui para o desenvolvimento de doenças cardíacas e diabetes tipo 2.

Pesquisadores da Universidade de Ciências Médicas em Mashhad, no Irã, analisaram 129 estudos publicados anteriormente sobre o efeito da fruta na saúde humana. Eles constataram que o consumo de abacate ajuda a reduzir os níveis de triglicérides, pressão arterial e mau colesterol (LDL), além de elevar os níveis de bom colesterol (HDL), entre outros benefícios.

“Resumimos diferentes estudos in vivo, in vitro e clínicos realizados por pesquisadores de todo o mundo para descobrir o papel da casca, sementes, carne e folhas de abacate em relação à MetS [síndrome metabólica]. A maioria desses estudos sugerem o uso diário de abacate na dieta. […] De acordo com estudos experimentais relatados na literatura, observamos que o abacate tem maior efeito no perfil lipídico”, escreveram Jamshid Tabeshpour, Bibi Marjan Razavi e Hossein Hosseinzadeh no artigo “Effects of Avocado (Persea americana) on Metabolic Syndrome: A Comprehensive Systematic Review”, que agora se tornou uma nova referência sobre os benefícios da fruta rica em bons lipídios.

 

Referências

http://vegnews.com/articles/page.do?pageId=9349&catId=1

 

Contribuição

Este é um blog independente, caso queira contribuir com o meu trabalho, você pode fazer uma doação clicando no botão doar:





Written by David Arioch

April 20, 2017 at 12:19 pm