David Arioch – Jornalismo Cultural

Jornalismo Cultural

Archive for the ‘Vegetarianismo/Veganismo’ Category

“Não teremos paz enquanto derramarmos sangue de animais”

without comments

(Fotos: Getty)

No livro “Food for the Spirit: Vegetarianism and the World Religions”, de Steven Rosen, lançado em 1987, o escritor judeu e vegetariano Isaac Bashevis Singer afirmou que não teremos paz enquanto derramarmos sangue de animais.

“Foi necessário um pequeno passo baseado na matança de animais para que fossem construídas as câmaras de gás de Hitler e os campos de concentração [gulags] de Stalin. Todas essas ações foram praticadas em nome da [suposta] justiça social. Não haverá justiça enquanto o homem empunhar uma faca ou outra arma para destruir seres mais fracos que ele”, queixou-se.

Falando sobre veganismo no programa rural Som Campeiro

without comments

Hoje de manhã, participei do programa rural Som Campeiro, da Rádio Cultura FM 93,7 apresentado por João Marques, e que sempre conta com a participação do comentarista Celso Avelar. João (à direita) é criador de gado e Celso (ao meu lado) trabalhou durante dez anos em frigorífico. Experiência muito legal, de respeito e troca de impressões e ideias.

 

Written by David Arioch

March 17th, 2019 at 6:16 pm

Uma mensagem de Natal

without comments

Written by David Arioch

December 24th, 2018 at 7:01 pm

Contribua com a campanha do projeto Vegazeta

without comments

Contribua com a campanha do projeto Vegazeta – Veganismo em Jornalismo, História e Cultura, um portal em prol do veganismo e em oposição à exploração animal que é atualizado diariamente, inclusive aos sábados, domingos e feriados. Você pode fazer uma doação mensal a partir de R$ 3. Para saber todos os detalhes e contribuir é só clicar no link abaixo:

Campanha do Vegazeta no Apoia.se

 




Não tenho necessidade de me alimentar de animais

without comments

Pratico musculação há anos e reconheço que não tenho necessidade de me alimentar de animais e também não tenho necessidade de usar esteroides. Conheço meus limites naturais e eles são satisfeitos com a riqueza do mundo vegetal. Além disso, a minha perspectiva de que o veganismo é um imperativo moral deixa clara que uma motivação estética não é mais importante do que a vida dos animais não humanos. Então por que eu deveria trilhar outro caminho? Por que eu deveria incentivar mortes? Por que tomar parte na exploração de seres vulneráveis? Por que a realização estética deve se sobressair à vida? Há algo mais importante que a vida? Não creio.




Written by David Arioch

July 1st, 2018 at 3:25 pm

Sobre ser contra o veganismo

without comments








“Qual foi a sua maior realização?”

without comments

“Você gostaria de ter um dardo penetrando o seu cérebro? Particularmente, reconheço que não” (Foto: Halal Slaughter Watch)

Hoje, pensei brevemente no alemão Hugo Heiss, falecido há muito tempo. Ele é o criador da captive bolt pistol, a pistola usada para “atordoar” animais antes da morte desde 1903. Não pude deixar de considerar o pretenso diálogo:

— Qual foi a sua maior realização?
— Criei uma arma que dispara um dardo que penetra o crânio e o cérebro de um animal. No futuro será uma aliada na morte de bilhões de animais por ano.

Acredito que nem Hugo Heiss imaginaria como sua invenção seria tão naturalizada no futuro, e considerada um “ato de humanidade para com os animais”. Então eu te pergunto, você gostaria de ter um dardo penetrando o seu cérebro? Particularmente, reconheço que não.








Conheçam o meu novo site

without comments





Written by David Arioch

June 24th, 2018 at 2:12 pm

Novo complexo residencial de Woody Harrelson vai contar com restaurante vegano

without comments

Quem acompanha a trajetória do ator sabe que ele é vegano e há anos atua em defesa dos direitos animais

Woody Harrelson vai abrir restaurante vegano em seu complexo residencial em Baltimore (Foto: Gel Colliguet/Rex/Shutterstock)

Quem acompanha a trajetória do ator Woody Harrelson sabe que ele é vegano e há anos atua em defesa dos direitos animais, inclusive influenciando outros atores hollywoodianos a trilharem o mesmo caminho.

Recentemente, além de ter escrito a introdução do livro de culinária vegana “Wicked Healthy”, lançado pelos chefs Chad e Derek Sarno, o ator anunciou em entrevista ao Baltimore Business Journal que vai abrir um restaurante vegano em seu novo empreendimento – o complexo residencial Point Places em Baltimore.

O restaurante, que recebeu o nome de L’Eu de Vie, vai funcionar o dia todo, oferecendo café da manhã, almoço, jantar e brunch nos finais de semana. Outro diferencial é que somente alimentos frescos e produzidos localmente serão servidos.

Em 2011, Harrelson enviou uma carta para o chefe de gabinete do Exército dos Estados Unidos falando sobre o cruel envenenamento de macacos em experiências realizadas pelo Exército em Aberdeen Proving Ground, em Maryland. A sua atitude teve papel fundamental na campanha que culminou no fim do uso de chimpanzés em experiências militares:

“Mil desses seres complexos estão confinados em laboratórios dos Estados Unidos – alguns por até 50 anos – onde foram intencionalmente infectados com HIV/Aids e hepatite, e forçados a suportar décadas de procedimentos invasivos, medo, solidão e dor. Essa experiência infernal deixa cicatrizes emocionais ao longo da vida dos chimpanzés, e muitos deles recorrem à automutilação ou sofrem de depressão. Outros sofrem de transtornos psicológicos por anos após o trauma de ter suas mentes e corpos violados”, argumentou o ator.

 

 








Written by David Arioch

June 22nd, 2018 at 5:37 pm

Queda na demanda por leite está tirando pecuaristas do mercado nos Estados Unidos

without comments

Consumo de leite nos Estados Unidos é 37% menor do que na década de 1970

Laticínio vai encerrar contrato com 52 fazendas no dia 30 (Foto: Animals Australia)

Esta semana a indústria Marcus Dairy, um dos maiores laticínios de Connecticut, nos Estados Unidos, anunciou em entrevista à CBS que vai encerrar o contrato com 52 fazendas no próximo dia 30 por causa da queda na demanda por leite.

Atualmente, a população dos Estados Unidos está consumindo 37%menos leite do que nos anos 1970, dado considerado preocupante e que tem feito com que pecuaristas e laticínios migrem para outras atividades – ou até mesmo troquem o leite de vaca pelo leite vegetal.

 

Exemplos são a Arla Foods e Dean Foods, grandes empresas do ramo de laticínios que encerraram contratos com dezenas de pecuaristas do estado de Wisconsin e criaram a marca Good Karma Foods, de leites vegetais. A principal justificativa de quem está deixando esse ramo é a volatilidade do mercado aliada à queda no interesse do consumidor por produtos lácteos.

Outro exemplo que teve grande repercussão no mercado de laticínios nos Estados Unidos foi o da Elmhurst, de Nova York, que fechou a sua indústria de produtos lácteos em 2016, depois de 80 anos. Por outro lado, fundaram a marca vegana Elmhurst Milked, considerando o crescimento desse mercado, que deve representar uma receita de 35 milhões de dólares até 2024.







Written by David Arioch

June 22nd, 2018 at 1:45 pm