David Arioch – Jornalismo Cultural

Jornalismo Cultural

Archive for the ‘Comparação’ tag

Machado de Assis X Balzac

without comments

Balzac influenciou Machado de Assis

Acho injusto quando vejo sites de notícias e de literatura dizendo que um escritor foi ou é melhor do que o outro. Há alguns meses, li um artigo em que alguns especialistas falaram que Machado de Assis foi muito maior do que Balzac, tratando-se de qualidade literária e retrato crítico da realidade.

Considero isso equivocado, até porque o estilo de Machado de Assis, por exemplo, foi influenciado por Balzac, e ele mesmo admitia isso; e nunca buscou tal comparação. Augusto dos Anjos, por vezes considerado por brasileiros como maior que Rimbaud, também admitiu influência daquele que foi um dos nomes mais enigmáticos e controversos do simbolismo. Sou contra esse ufanismo literário.

Não vejo razão em dizer quem é melhor que quem. São rivalidades desnecessárias, até porque os critérios são imprecisos, e nesse sentido pouco se leva em conta as particularidades de cada um, o ritmo de produção e o zeitgeist, que é o espírito de uma época. E não acredito que bons escritores escrevem para serem considerados melhores do que os outros. Creio que a intenção da maioria é sempre tocar o leitor, ser entendido pelo leitor, simplesmente isso.

A rivalidade na literatura surgiu com os críticos, e a crítica infelizmente não contribui em nada nesse tipo de debate, já que pouco interessa ao leitor quem foi maior que quem. O mais importante era e é o que cada escritor tem a oferecer.

 

Contribuição

Este é um blog independente, caso queira contribuir com o meu trabalho, você pode fazer uma doação clicando no botão doar:





Written by David Arioch

June 21st, 2017 at 11:31 pm

Seguir o próprio caminho…

without comments

Pintura: Thinker, de Gary D. Baker

Seguir o próprio caminho, e ter a si mesmo como única referência a se superar é sempre mais saudável do que se comparar aos outros. Se me comparo a alguém frequentemente, e sou tomado por um desejo de superar aquela pessoa, a única coisa que estou fazendo é projetar uma ideia de quem ela é.

E isso pode ser tão real quanto ilusório, já que às vezes não conhecemos nem nós mesmos, então menos ainda os outros. Por isso acho arriscado superestimar ou subestimar pessoas. Além disso, corro o risco de suprimir a minha própria identidade. Tento apenas manter meu nível de consciência em um nível estável, que me permita seguir adiante.

Contribuição

Este é um blog independente, caso queira contribuir com o meu trabalho, você pode fazer uma doação clicando no botão doar:





Written by David Arioch

June 9th, 2017 at 1:41 am

Posted in Reflexões

Tagged with ,