David Arioch – Jornalismo Cultural

Jornalismo Cultural

Archive for the ‘Vegano’ tag

Ser vegano é mais fácil do que você imagina

without comments





 

“Vixi, mano! Vegano?”

without comments

Pintura: Tom Nuggent

Voltando para casa, encostei o carro rente ao meio-fio e atendi uma ligação. De repente, um cara em outro carro, e do outro lado da rua, esticou o pescoço para fora. Ele parecia levemente (ou não) embriagado.

— Ô, mano, que barba da hora. Empresta aí.
— O quê?
— A barba. Empresta aí.
— E como seria emprestar a barba?
— Corta um pedaço aí e joga pra cá.
O rapaz abriu o porta-luvas e mostrou um tubo de cola.
— Olhe aqui, problema resolvido.
Esfregou um pouco de cola nas maçãs e sorriu.
— Não posso fazer isso. Não faz o menor sentido — respondi.
— Eu pago, irmão. Não é de graça não. Olhe aqui, po. Já estou com o rosto branco.
— Por que você fez isso, cara? Isso é perigoso. É tóxico, e pra piorar essa cola nem deve ser vegana.
— Quê?
Silêncio. Começou a gemer e a tremer como se estivesse tendo uma convulsão.
Desci do carro para socorrê-lo.
— Rá! Te peguei! — gritou e começou a gargalhar.
Minha barba se encolheu como um pequeno arbusto massageando o meu pescoço.
— Não vai topar mesmo?
— Já disse. Não tenho interesse, mas obrigado.
— Caramba, mano! Você é mau!
— É que sou vegano. Toda vida importa pra mim, inclusive a da minha barba.
— Vixi, mano. Vegano? Mexo com essas coisas não. Valeu!
Deu partida no carro e foi embora com o rosto cheio de cola.




 

Written by David Arioch

February 16th, 2018 at 11:48 pm

Um vegano subnutrido

without comments

Eu hoje de manhã, um vegano subnutrido. Atualmente estou em fase de queima de graxa, o que significa que estou seguindo uma dieta hipocalórica. Nessa fase, ao contrário do que muitos pensam, não corto carbos, apenas diminuo volumes e quantidade de refeições. Passo a fazer quatro refeições em vez de cinco ou seis. E mantenho um jejum de no mínimo 12 horas diárias. Ah, mas como você consegue perder gordura sendo vegano, já que vegano parece que só come carbo?

Não, isso não é verdade, basta consumir na proporção adequada ao seu peso corporal, e claro, sem negligenciar proteínas e lipídios. Proteínas vegetais? Sim, isso mesmo, nada de origem animal! Você está perdendo peso? Sim, claro, não há como queimar graxa sem perder peso. Não existe isso de substituir gordura por músculo, então é normal que as pessoas notem isso, principalmente no meu caso que não uso esteroides. Você faz aeróbico? Não, não tenho feito nenhum, só musculação.

Você está perdendo gordura em quais partes do corpo? Nele todo. Nosso organismo não escolhe onde queimar gordura, então isso acontece de forma geral. Por isso não acredito na tal da perda de gordura localizada de forma natural. E como você se alimenta? Todas as minhas refeições atualmente têm carbos e proteínas, e em alguns momentos do dia boas fontes de gorduras/lipídios. Você se sente menos disposto nessa fase?

Não, mas como estou comendo bem menos normalmente sou mais cuidadoso no treino porque o risco de lesões pode aumentar nessa fase hipocalórica, então não é bom forçar muito as articulações. Porém, sinto sim um pouquinho de perda de força, o que é natural em decorrência da alimentação. Mas nada que me incomode. Você está usando algum termogênico? Não, nada.

Minha base é só alimentação e treino. E meu treino é praticamente o mesmo também. Minha prioridade é a exaustão. Mesmo sendo vegano e não usando qualquer e esteroide ou recurso farmacológico, não vejo impossibilidade em alcançar qualquer objetivo em relação a isso. Tenho vontade o suficiente, e isso me basta, independente do que os outros pensam.

“Ô irmão, vi que você é forte, será que pode me tirar uma dúvida?”

without comments

Arte: Ivan Feskov

No mercado, um funcionário se aproximou.
— Ô irmão, vi que você é forte, será que você pode me tirar uma dúvida?
— Posso sim. Pode perguntar.
— Então, é que estou fazendo musculação e queria umas dicas.
— Dicas de que exatamente? Musculação ou alimentação?
— Os dois.
— Você já segue alguma dieta?
— Sim.
— Treina há quanto tempo?
— Tem pouco mais de três meses.
— Você procura dica de suplementação para ganho de massa muscular?
— É…
— Imaginei. Vou ser honesto contigo. A princípio, não vejo necessidade de suplementação, até porque você já está seguindo uma dieta. Mas se você estiver com dificuldade para consumir a quantidade de proteínas que seu organismo demanda, uma boa pode ser a inclusão de algum suplemento proteico.
— E o que você me indica?
— Cara, vou ser sincero. Sou vegano, então naturalmente não vou te indicar nada de proteína animal. Minha sugestão é proteína isolada de soja, de arroz, de ervilha, que é o que eu consumo. Mas suplementos devem ser consumidos de acordo com as suas necessidades individuais. A isolada de soja tem um bom custo/benefício, é só você comparar com o preço das proteínas de origem animal. E não é difícil encontrar proteína vegetal não transgênica, apesar do que muita gente diz. Proteínas vegetais também fornecem boa quantidade de aminoácidos essenciais, são de fácil digestão, muitas não contêm aditivos químicos, o que significa que costumam ser mais “naturais”, e dependendo do tipo há a vantagem de serem hipoalergênicas.
— Muito bom saber disso. Não conhecia essas proteínas, só ouvia falar de whey. E vou ver melhor esse negócio de veganismo.
— Pois é. Existe muita publicidade sobre whey protein. Mas há opções vegetais que não deixam a desejar em nenhum aspecto.
— Legal mesmo. Obrigado!





 

Written by David Arioch

January 14th, 2018 at 1:14 am

Divulgação lisonjeira do meu livro “Vegaromba” no Blog do Praxedes

without comments

Divulgação lisonjeira do Vegaromba no Blog do Grande Praxedes

 

Written by David Arioch

December 29th, 2017 at 12:33 pm

Divulgação do meu livro “Vegaromba” no EgoNotícias

without comments

Divulgação do Vegaromba pelo hermano Rodolfo Bracali, do EgoNotícias

Written by David Arioch

December 29th, 2017 at 12:28 pm

Divulgação do meu livro Vegaromba no site da ANDA

without comments

“Vegaromba” entre os 20 lançamentos de destaque da categoria “Gastronomia e Culinária” da Amazon

without comments

O meu livro “Vegaromba” está entre os 20 lançamentos de destaque da categoria “Gastronomia e Culinária” da Amazon. Além de ser comercializada na Amazon, a obra também está à venda nos sites da Simplíssimo, Apple, Google, Kobo, Wook, Livraria Cultura e Saraiva.

O livro, que oferece 150 opções de alimentos, reúne principalmente receitas simples e acessíveis que agradam aos mais diferentes paladares. Na compilação, os leitores vão aprender a preparar assados, barrinhas, bolachas, bolinhos, bolos, bombons, brownies, cookies, geleias, hambúrgueres, leites vegetais, maioneses, mousses, pães, panquecas, patês, pavês, pudins e shakes, além de outros alimentos.

Written by David Arioch

December 27th, 2017 at 2:54 pm

Saiu uma matéria sobre o meu livro no Diário do Noroeste de hoje

without comments

Saiu uma matéria sobre o meu livro no Diário do Noroeste de hoje (página 10)

Written by David Arioch

December 20th, 2017 at 10:17 am

Você não está perdendo peso sem querer porque se tornou vegano

without comments

Acervo: Coracao.com

Se uma pessoa se torna vegetariana ou vegana e começa a perder peso sem querer, isso não significa que ela esteja perdendo peso simplesmente porque se tornou vegetariana ou vegana. Não, isso não existe, a não ser como consequência de negligência nutricional. Ou a não ser também que a pessoa tenha isso como objetivo e esteja seguindo uma dieta restritiva ou low carb.

Em síntese, a perda de peso tem relação com algo bem simples – déficit calórico. Não tem nada a ver com ser vegetariano ou vegano. Se você for consciente de suas necessidades, ou tiver boa ajuda profissional caso seja necessário, você só vai perder peso ou ganhar se quiser.

O que acontece é que há pessoas que se tornam vegetarianas ou veganas e passam a consumir alimentos menos calóricos do que na época em que consumiam alimentos de origem animal. Sendo assim, claro que se sou negligente no que diz respeito às minhas necessidades, seja envolvendo glicídios, proteínas e lipídios, alguma mudança corporal vai acontecer.

Neste caso, se você é vegetariano ou vegano, por exemplo, você não tem que buscar equivalência, mas sim aprovisionamento. Resumindo, se você não quer perder peso, tenha em mente que você precisa consumir mais do que gasta diariamente. Do contrário, a perda de peso é uma consequência natural, que aconteceria com qualquer pessoa, seja ela vegetariana, vegana ou não.

Quer ganhar massa muscular? Tenha em mente que não se ganha massa muscular tendo uma alimentação com baixíssima quantidade de carboidratos e proteínas, principalmente. É preciso considerar as necessidades individuais. Negligenciar vitaminas e sais minerais também não ajuda. Perda indesejada de peso, ganho de gordura ou perda de massa magra são simplesmente consequências de nossos hábitos alimentares e estilo de vida. O que significa, de novo, que não tem nada a ver com você ser vegetariano ou vegano.





Written by David Arioch

December 14th, 2017 at 10:20 pm