David Arioch – Jornalismo Cultural

Jornalismo Cultural

Um porto realmente rico

with 3 comments

Porto Rico é uma cidade onde a cultura nativa contrasta com a modernidade

Beleza natural atrai investimentos (Foto: David Arioch)

Belezas naturais que atraem grandes investimentos (Foto: David Arioch)

Graças à proximidade com o Rio Paraná, Porto Rico, uma pequena cidade com cerca de 2,5 mil habitantes, figura como destaque turístico do Noroeste do Paraná, onde a cultura nativa contrasta com a modernidade.

Na cidade de clima aprazível, a cada rua é possível se deparar com dois universos dividindo o mesmo espaço – o folclórico e regionalista dos nativos e o moderno e emergente dos investidores. Nada mais emblemático que os velhos pescadores que ainda preservam uma mística relação com o rio e com a terra, herança da cultura ribeirinha.

É fácil encontrá-los ao entardecer. Estão próximos da margem, namorando a paisagem enquanto os nativos mais jovens, cativados pela luz solar que parece descortinar as águas do rio, acionam os motores dos barcos para fazerem a travessia até a praia, perdida como um oásis, no coração do Paranazão.

Turistas retornam da praia de Porto Rico (Foto: David Arioch)

Turistas retornando de uma das praias de Porto Rico (Foto: David Arioch)

Paralelo a essa realidade cotidiana, empresários que acreditaram no potencial turístico local reconstruíram Porto Rico. Investiram em  condomínios, parque aquático, marinas, pousadas, hotéis e restaurantes, tudo com a intenção de atrair turistas de todo o país. E o objetivo está sendo alcançado, tanto que há 10 anos um terreno que custava em torno de R$ 4 mil, hoje dificilmente é vendido por menos de R$ 90 mil.

Na pequena cidade, obras estão sempre em andamento, vetorizadas pela relação satisfatória entre poder público e privado. Reflexo disso é que enquanto municípios vizinhos, ou do mesmo porte, comercializam casas na região central por R$ 40 mil, em Porto Rico as residências mais bem localizadas custam de R$ 200 mil a R$ 1 milhão.

Quase todas as casas de veraneio de grande valor estão situadas em três condomínios de luxo e pertencem a proprietários não apenas do Paraná, mas de outros estados das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Já na área comercial, a maior parte dos investimentos parte de empresários de Paranavaí, Maringá e Cianorte.

Cidade está completamente asfaltada (Foto: David Arioch)

Cidade está completamente asfaltada (Foto: David Arioch)

São obras que depois de concluídas melhoraram a arrecadação tributária do município, algo que reflete na qualidade de vida dos moradores. Atualmente, Porto Rico está completamente pavimentada e a quantidade de galerias pluviais já cobre 100% do perímetro urbano.

Written by David Arioch

August 19th, 2009 at 5:01 pm

3 Responses to 'Um porto realmente rico'

Subscribe to comments with RSS or TrackBack to 'Um porto realmente rico'.

  1. Excelente matéria, bom Arioch. Realmente a nossa chamada Costa Norte está `bombando`, no dizer da galera. Querencia do Norte oferece o recanto do seu Porto 18 e Marilena o seu Maringá, além de Sào Pedro do Paraná,comparecer com o Porto Sáo José. Quem conheceu tudo isso desde 54, 55 por ai, hoje deve se perguntar porque o progresso demorou tanto a chegar. Mas levemos em conta que a erosão, o enfraquecimento do solo noroestino, mais o advento da pecuária em substituição ao café erradicado e tanta riquesa gerava, chegou a desenhar um mapa de desertificação nessa região conhecia geológicmente como arenito Caiuá. Mas algumns programas de Governo da época, principalmente o do Manejo de Solo e Água observando-se a integração de bacias hidrográfica e, sobretudo, a força e a criatividade da nossa gente, foram decisivos na suplantação de dificuldades e na retomada do crescimento tanto populacional, como social e econômico. Os Felipe e suas granjas, Cianorte e suas confecções, Nova Esperança e os seus casulos, Loanda e suas torneiras, Graciosa e suas transformadoras de mandioca,mais a diversificação na agricultura com a recepção ao cultivo do coco, da acerola, do abacaxi, da laranja, e mais recentemente à seringueira, que teve no Dadalto de Alto Paraná, o seu alanvacador, tudo isso e outras coias que não me ocorrem no momento (ai meus neurôneos faltantes, aqueles comidos pelo Dreher), são responsáveis pela nova paisagem noroestina. E quanto à Nossa Senhora dos Navegantes do Porto Rico, tào bem fotografado pelo nosso sempre lembrado Bem-Te-Vi, é outra pujante e evidente mostra da capacidade da nossa gente em sobrepor-se a desafios. Porto Rico da dona Maria Benzedeira, Porto Rico do Papagaio, da dona Catarina que fazia o melhor pirão de pintado do mundo ( que o diga o governador Jaime Canet Junior – que quando vinha a Paranavai, por exemplo, prá algum evento político-administrativo, fazia questão que o seu cerimonial, Pedro Washington à frente, agendasse o almoço no vlho casarão daquela tcheco etenamente sorridente). Porto Rico do sempre atuante ex-prefeito Paulinho Prates, do atual Valter Romào, o terceiro da dinastia Romão, que começou com Manoel Romão, o I, depois Celso, o II e agora o Vartão. Obrigado, David, pelo gancho da abertura para que prestasse essa homenagem a todo o nosso querido e laborioso Noroeste paranaense. Ah! Terra Rica dos Três Morrinhos, Ah! Diamante do Norte da Festa da Frutas, não fiquem com ciúmes, todo mundo sabe que vocês são bonitos demais! Com todo o amor do Parreiras, exilado aqui num canto frio de Curitiba, mas com o coração sempre ardendo de saudades da nossa gente. (exceções à parte, claro)

    Parreiras Rodrigues

    20 Aug 09 at 12:07 pm

  2. […] Porto Rico / Um porto realmente rico – Leia […]

    Joaquim de Paula

    29 Aug 09 at 1:12 pm

  3. Parabéns pelo blog David…muito legal mesmo…você poderia destacar as pousadas de Porto Rico…quero ir, procurei na internet e tem pouca informação…valeuuu

    cleberfranca

    29 Sep 09 at 2:34 am

Leave a Reply

%d bloggers like this: