David Arioch – Jornalismo Cultural

Jornalismo Cultural

Gandhi, Martin Luther King, Coretta King e a não violência

without comments

Gandhi, Martin Luther King e Coretta King – três símbolos da não violência

Gandhi defendia a não violência, e o seu assassino foi morto por enforcamento. Ele nunca quis isso, mas ignoraram seu último pedido antes do suspiro final. Martin Luther King foi assassinado e sua esposa Coretta King jamais cogitou que a família fizesse justiça com as próprias mãos. A história mostra que há exemplos de seres humanos que viviam plenamente a não violência. Não era apenas discurso ou retórica.

Em 1942, quando ainda era uma criança, Coretta viu a própria casa ser incendiada por um grupo de brancos racistas no Dia de Ação de Graças. Apesar disso, seu pai, assim como seu avô, jamais sentiu ódio ou tentou se insurgir contra os agressores. “Seu exemplo de perdão ampliou minha compreensão de que devemos ter o compromisso de usar o amor para triunfar sobre o ódio”, ponderou.

 

Contribuição

Este é um blog independente, caso queira contribuir com o meu trabalho, você pode fazer uma doação clicando no botão doar:





Written by David Arioch

June 18th, 2017 at 6:25 pm

Leave a Reply

%d bloggers like this: