David Arioch – Jornalismo Cultural

Jornalismo Cultural

Forest Green Rovers, um clube de jogadores vegetarianos

without comments

“Sou vegano e tenho opiniões muito fortes sobre o meio ambiente, bem-estar animal e saúde humana”

fgc

Jogadores abdicaram de alimentos de origem animal em 2014 (Foto: Divulgação)

Na Inglaterra, um clube tem chamado a atenção. Desde junho de 2014, o Forest Green Rovers, de Gloucestershire, é apresentado como um clube formado por jogadores vegetarianos, que não consomem nenhum alimento de origem animal. Na realidade, ninguém que faz parte do clube consome.

E essa mudança aconteceu graças ao magnata da energia verde e fundador da Ecotricity, Dale Vince, que assumiu a presidência do clube em outubro de 2010 e levou para o time uma proposta de mudança baseada em seu estilo de vida vegano.

Antes da chegada de Vince, os jogadores da quinta liga estavam acostumados a comer lasanha antes dos jogos, porém o novo presidente viu aquilo como um erro, levando em conta que a carne vermelha é difícil de ser digerida. “Me pareceu errado alimentar os jogadores com algo que iria dificultar o desempenho deles”, disse ao jornal britânico The Independent.

A princípio, o dirigente conseguiu convencer os jogadores a abrirem mão da carne. Em seguida, abdicaram da carne branca e depois do peixe. E por fim, dos laticínios. Em junho de 2014, o Forest Green Rovers passou a ser considerado na Inglaterra como um clube vegano.

Mas nem todo mundo aceitou a decisão com muita facilidade. O dirigente contou que algumas pessoas ficaram irritadas e não concordaram, porém, algum tempo depois, aqueles que mais criticaram a mudança se tornaram grandes defensores do vegetarianismo. “Sou vegano e tenho opiniões muito fortes sobre o meio ambiente, bem-estar animal e saúde humana”, explicou Vince ao Independent.

100300905_Ecotricity_dated_October_2008_of_green_energy_tycoon_Dale_Vince-xlarge_trans_NvBQzQNjv4BqtGQB12KHxxQCrwnTZkX0nwgWqwm85JEWpGVhFb46TTg

Dale Vince, o grande responsável pela mudança no clube (Foto: Adrian Sherratt/Ecotricity)

A verdade é que Vince tocou em um ponto delicado da cultura futebolística inglesa. Hambúrgueres e cervejas há muito tempo fazem parte da realidade dos torcedores de futebol da Inglaterra. “Hambúrgueres são horríveis, feitos das partes de um animal. Substituímos por alimentos vegetais de alta qualidade”, argumentou em referência a hambúrgueres vegetarianos, wraps e falafels que agradaram até aos paladares mais conservadores.

Um dos alimentos oferecidos pelo clube aos jogadores, equipe técnica e torcedores é uma torta que recebeu o nome de Quortn, coberta com uma pasta vegana e servida com uma camada de purê de batata cercada por ervilhas e coberta com alho-poró grelhado e triturado ao molho. “É o prato mais incrível”, comentou Dale Vince.

Além dos jogadores terem aderido completamente à alimentação instituída no clube por Vince, até mesmo uma parcela dos torcedores se tornou vegetariana desde que o clube foi assumido pelo empresário vegano em 2010. “Eles disseram que isso mudou suas vidas”, garantiu Vince, que se surpreendeu com a sua própria conquista ao ponderar que o futebol é um dos esportes onde as pessoas estão mais presas às “tradições”.

Duas a três horas antes de cada jogo, os jogadores do Forest Green Rovers têm recebido uma refeição simples e pesada de carboidratos, normalmente um prato de massa ou batatas com feijão cozido, segundo informações do The Independent. Modesto e sincero, Vince preferiu não atribuir à alimentação vegetariana a melhora no desempenho dos atletas.

Por outro lado, citou que os jogadores não sofreram nenhuma lesão na temporada, o que é incomum. Outro ponto alto celebrado pelo dirigente é que, ao contrário do que muita gente imaginava, o clube não foi comprometido por ter se tornado vegetariano. Os patrocinadores e torcedores não se afastaram.

Referências

http://www.independent.co.uk/life-style/health-and-families/forest-green-rovers-why-i-turned-my-football-club-vegan-dale-vince-a7537286.html

https://www.forestgreenroversfc.com/

Contribuição

Este é um blog independente, caso queira contribuir com o meu trabalho, você pode fazer uma doação clicando no botão doar:





Written by David Arioch

March 13th, 2017 at 9:14 pm

Leave a Reply

%d bloggers like this: