David Arioch – Jornalismo Cultural

Jornalismo Cultural

Considerações de Jello Biafra sobre o ativismo vegano

without comments

maxresdefault

Biafra disse que veganos precisam evitar discurso segregacionista (Foto: Reprodução)

Li uma antiga entrevista do músico e ativista político estadunidense Jello Biafra que me fez refletir. Ele, como alguém que conhece o movimento vegano e dos direitos animais há décadas, declarou em uma entrevista publicada na revista Bad Subjects em fevereiro de 1997 que esses movimentos teriam muito mais resultados se não houvesse pessoas agindo de forma segregacionista.

Para Biafra, o problema é que pessoas com discurso fundamentalista trabalham contra o veganismo, o faz parecer como uma religião, e não o que realmente é. Entendo porque ele diz isso. Tenho pesquisado há um bom tempo sobre veganos e vegetarianos que poderiam influenciar muita gente, principalmente do meio musical, e vários disseram que preferem não se envolver com o ativismo, e isso me intrigou.

Então descobri que a justificativa de alguns é que nunca gostaram de ativismo, e a de outros a de que não concordam com a maneira como o ativismo é feito na atualidade, logo não querem ser associados a movimentos.

Penso que se uma pessoa é vegana, mas não vê o ativismo com bons olhos, algo poderia ser feito para melhorar isso. Pelo menos para mim, significa que há ações que poderiam ser repensadas. Sou bem tranquilo em relação a refletir sobre isso, até porque não são críticas destrutivas.

Referência

http://bad.eserver.org/issues/1997/30/grad.html

Written by David Arioch

January 16th, 2017 at 2:06 pm

Leave a Reply

%d bloggers like this: