David Arioch – Jornalismo Cultural

Jornalismo Cultural

Há sempre mais motivos para não comer carne

without comments

Arte: Sue Coe

Há sempre mais motivos para não comer carne do que para comê-la, e isso por si só já é mais que suficiente. Quem come carne e não abre mão, diz que é importante fonte de proteína, que é gostosa e que faz bem. Ou seja, são argumentos que, independente da veracidade, se voltam para a individualidade.

Já os argumentos para não comer carne hoje em dia são: não temos direito de matar para beneficiar nosso paladar e não precisamos de carne para sobreviver. Há profissionais que também argumentam que o consumo de carne não é saudável nem sustentável.

O consumo de carne também é apontado como um dos maiores responsáveis pelo desmatamento e pelo aquecimento global. Quais argumentos se voltam menos para a individualidade e mais para os benefícios coletivos?





Leave a Reply

%d bloggers like this: