David Arioch – Jornalismo Cultural

Jornalismo Cultural

Archive for the ‘Doenças Cardíacas’ tag

Nova pesquisa publicada pela Associação Americana do Coração associa consumo de alimentos de origem animal à morte prematura

without comments

O estudo identificou que os participantes que consumiam gorduras monoinsaturadas de fontes animais tiveram um risco de morte ampliado em 21% (Fotos: Shutterstock/Divulgação)

Uma nova pesquisa da Associação Americana do Coração concluiu que embora o consumo de gorduras monoinsaturadas de origem vegetal seja benéfico, o consumo de gorduras monoinsaturadas de origem animal aumenta em 21% o risco de morte por doenças cardíacas.

O novo estudo apresentado no mês passado nas Sessões Científicas de Epidemiologia e Prevenção, Estilo de Vida e Saúde Cardiometabólica da Associação Americana do Coração concluiu que o consumo de gorduras monoinsaturadas de origem animal, particularmente proveniente de carne vermelha, laticínios, aves, ovos e até mesmo peixes, aumenta o risco de morte prematura. Os pesquisadores estudaram ao longo de 22 anos os hábitos alimentares de 63.412 mulheres do Nurses’ Health Study e 29.966 homens do Health Professionals Follow-Up Study, e registraram 20.672 mortes entre os participantes. Desse total, 4.588 morreram em decorrência de doenças cardíacas.

O estudo identificou que os participantes que consumiam gorduras monoinsaturadas de fontes animais tiveram um risco de morte ampliado em 21%, enquanto aqueles que consumiram a maior quantidade de gorduras monoinsaturadas de fontes vegetais tiveram um risco de morte 16% menor. Os pesquisadores descobriram que a substituição de gorduras animais pelas derivadas de plantas reduziu o risco de morte prematura em 10 a 15%. “Nossos resultados enfatizam a importância da fonte e da quantidade de ácidos graxos monoinsaturados na dieta”, disse a PhD Marta Guasch-Ferré, uma das principais autoras do estudo.

Segundo Marta, devemos consumir mais ácidos graxos monoinsaturados de fontes vegetais e menos ácidos graxos monoinsaturado de fontes animais. No ano passado, um estudo publicado no jornal da Associação Americana do Coração informou que fontes de proteína vegetal melhoraram os três principais marcadores de colesterol para a prevenção de doenças cardíacas. O mais recente estudo da American Heart Association foi publicado no site da revista Science Daily no dia 21 de março.

Referência

VegNews





Consumo de abacate ajuda a prevenir e a combater a síndrome metabólica

without comments

Pesquisadores analisaram 129 estudos publicados anteriormente sobre o efeito da fruta na saúde humana (Foto: Reprodução)

Um estudo publicado pelo periódico científico Psychotherapy Research, dos Estados Unidos, revelou que comer abacate ajuda a prevenir e a combater a síndrome metabólica – um conjunto de fatores de risco que contribui para o desenvolvimento de doenças cardíacas e diabetes tipo 2.

Pesquisadores da Universidade de Ciências Médicas em Mashhad, no Irã, analisaram 129 estudos publicados anteriormente sobre o efeito da fruta na saúde humana. Eles constataram que o consumo de abacate ajuda a reduzir os níveis de triglicérides, pressão arterial e mau colesterol (LDL), além de elevar os níveis de bom colesterol (HDL), entre outros benefícios.

“Resumimos diferentes estudos in vivo, in vitro e clínicos realizados por pesquisadores de todo o mundo para descobrir o papel da casca, sementes, carne e folhas de abacate em relação à MetS [síndrome metabólica]. A maioria desses estudos sugerem o uso diário de abacate na dieta. […] De acordo com estudos experimentais relatados na literatura, observamos que o abacate tem maior efeito no perfil lipídico”, escreveram Jamshid Tabeshpour, Bibi Marjan Razavi e Hossein Hosseinzadeh no artigo “Effects of Avocado (Persea americana) on Metabolic Syndrome: A Comprehensive Systematic Review”, que agora se tornou uma nova referência sobre os benefícios da fruta rica em bons lipídios.

 

Referências

http://vegnews.com/articles/page.do?pageId=9349&catId=1

 

Contribuição

Este é um blog independente, caso queira contribuir com o meu trabalho, você pode fazer uma doação clicando no botão doar: