David Arioch – Jornalismo Cultural

Jornalismo Cultural

Archive for the ‘Fotografia’ tag

As esculturas fotográficas de Martin Klimas

without comments

Na série, Klimas registra a arte da destruição

Na série, Klimas registra a arte da destruição

Imagem da série Porzellanfiguren, do fotógrafo alemão Martin Klimas que registra a beleza da destruição a partir de peças de porcelana. O obturador da câmera entra em ação ao som do primeiro atrito. É preciso extrema agilidade para moldar cada “escultura fotográfica”.

Acesse: www.martin-klimas.de/

Written by David Arioch

January 25th, 2016 at 10:46 pm

O que fazer com os buracos no asfalto

without comments

Davide Luciano e Claudia Ficca deram ao projeto o nome de Potholes

Davide Luciano e Claudia Ficca deram ao projeto o nome de Potholes

Um dia, no Canadá, os fotógrafos Davide Luciano e Claudia Ficca caíram com o carro dentro de um buraco. A partir daí, surgiu a ideia de criar o projeto Potholes que consiste em uma série criativa sobre o que fazer com os buracos no asfalto. O trabalho deles tem como cenário as cidades de Toronto, Montreal, Los Angeles e Nova York, onde vivem atualmente.

Acesse: www.mypotholes.com

Written by David Arioch

January 25th, 2016 at 10:20 pm

Andrey Pavlov e a inspiração que vem das fábulas

without comments

Pavlov decidiu criar um projeto com formigas como protagonistas

Pavlov decidiu criar um projeto com formigas como protagonistas

Depois que começou a ler fábulas para os filhos, o fotógrafo russo Andrey Pavlov decidiu recriar os cenários das histórias em um formigueiro próximo de sua residência em Moscou. Pavlov escolheu formigas como protagonistas pela grande capacidade que elas têm de trabalhar enquanto cuidam dos filhos e dos idosos. Selecionei uma das imagens da série “Ant Tales”.

Acesse: pavlovants.com

 

Written by David Arioch

January 23rd, 2016 at 10:11 pm

Tomasz Lewandowski e o rigor dos monges budistas

without comments

Tomasz Lewandowski passou uma temporada no Templo Shaolin, na Província de Henan, China

Tomasz Lewandowski passou uma temporada no Templo Shaolin, na Província de Henan, China

O fotógrafo polonês Tomasz Lewandowski passou uma temporada no Templo Shaolin, na Província de Henan, na China, onde fez um magnífico trabalho de captar a essência visual de um treinamento de kung fu dos monges budistas. As imagens de grande rigor técnico foram captadas em uma velocidade surpreendente e remetem à luta contra a fraqueza física e a indolência.

 

Acesse: tumblr.com/search/tomasz-lewandowski

Written by David Arioch

January 23rd, 2016 at 10:01 pm

Um sonho sobre trilhos

without comments

Viajantes ilegais atravessam o estado mexicano de Oaxaca sobre um trem de carga (Foto: Michelle Frankfurter)

Viajantes ilegais atravessam o estado mexicano de Oaxaca sobre um trem de carga (Foto: Michelle Frankfurter)

A fotógrafa estadunidense Michelle Frankfurter acompanhou a jornada de imigrantes da América Central para os Estados Unidos. Na foto registrada ao amanhecer, viajantes ilegais atravessam o estado mexicano de Oaxaca sobre um trem de carga. No percurso, é comum muitos se ferirem e até morrerem.

Acesse: michellefrankfurterphotos.com

Sean Kernan e a essência do confinamento

without comments

Kernan: "Você não pode generalizar sobre raça ou sobre a criminalidade."

Kernan: “Você não pode generalizar sobre raça ou sobre a criminalidade.”

Nos anos 1977 e 1979, o fotógrafo estadunidense Sean Kernan conseguiu autorização para fotografar detentos de duas prisões: uma na Virgínia do Oeste e outra no Alabama. O resultado foi um trabalho que apresenta as emoções mais conflitantes de quem vive em uma prisão.

“Você não pode generalizar sobre raça ou sobre a criminalidade. Mas, acima de tudo, você não pode odiar. Do contrário, vai entender a situação de forma errada”, disse Kernan em entrevista ao New York Times.

Acesse: seankernan.com

Contribuição

Este é um blog independente, caso queira contribuir com o meu trabalho, você pode fazer uma doação clicando no botão doar:





Written by David Arioch

January 21st, 2016 at 11:38 pm

Um paraíso para amantes da literatura

without comments

Long Room da Old Library de Dublin (Foto: Temples of Knowledge)

Long Room da Old Library de Dublin (Foto: Temples of Knowledge)

Dublin, na Irlanda, tem uma população equivalente a de Londrina, no Norte do Paraná. E o mais incrível, com uma colossal biblioteca. Desconheço qualquer coisa parecida em território brasileiro. São as diferenças do Velho Mundo para o Novo Mundo. A foto destaca o Long Room da Old Library.

Incrível como o Fazendão (Dublin) com seus pouco mais de 500 mil habitantes foi terra natal de nomes inestimáveis da literatura mundial (além, claro, de outras ramificações da arte e cultura), como Bram Stoker, James Joyce, Samuel Beckett, Oscar Wilde, William Butler Yeats, Jonathan Swift, George Bernard Shaw, Seán O’Casey, Roddy Doyle, Maeve Binchy, J.M. Synge e Brendan Behan.

Acesse: templesofknowledge.com

Written by David Arioch

January 21st, 2016 at 11:30 pm

Thomas Czarnecki e a releitura das fábulas infantis

without comments

Chapeuzinho Vermelho caída em um celeiro (Foto: Thomas Czarnecki)

Chapeuzinho Vermelho caída em um celeiro (Foto: Thomas Czarnecki)

Na série de fotos “From Enchantment to Down”, o fotógrafo francês Thomas Czarnecki proporcionou um final esperado para cada uma das protagonistas das maiores fábulas infantis. A ideia do fotógrafo era contextualizar as histórias com a realidade moderna. Na foto escolhida, Chapeuzinho Vermelho aparece caída em um celeiro.

Acesse: thomasczarnecki.com

Written by David Arioch

January 21st, 2016 at 10:51 pm

As mais belas cavernas do mundo

without comments

Stephen Alvarez é especialista em fotografar cavernas

Stephen Alvarez começou a fotografar cavernas em 1991

Imagem do fotojornalista estadunidense Stephen Alvarez, da National Geographic. Ele acompanhou o trabalho do explorador Kent Ballew em algumas das mais belas cavernas do mundo, situadas em Omã, Belize, Papua-Nova Guiné e México.

Acesse: alvarezphotography.com

 

Written by David Arioch

January 21st, 2016 at 10:38 pm

A simplicidade de Faulkner

without comments

William Faulkner

Faulkner preferia a simplicidade ao luxo (Foto: Revista Life)

Sem luxo, era assim que o escritor William Faulkner, um dos maiores nomes da literatura dos EUA, autor de clássicos como “As I Lay Dying”, “Sanctuary”, “The Sound and the Fury”, “A Rose for Emily”, “Light in August” e “Absalom, Absalom!”, gostava de produzir –  imerso num estilo de vida que aspirava à simplicidade.





Written by David Arioch

January 18th, 2016 at 11:24 pm